30 de dezembro de 2015

Eu.

Hoje, aqui, agora, sou eu.
Eu, eu mesma. 
Eu, que ontem já não era mais nada. 
Eu, que voltei e fiquei. 
Estou de volta, pra não mais ir embora. 

Onde eu estava? 
Procurei-me e encontrei-me na escuridão. 
A luz, aquela iluminação, trouxe-me de volta. 
E aqui estou eu.
Onde sempre estive. 
Onde devo estar. 
E de onde nunca mais irei sair.
De mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Me incentive um pouco mais.