30 de janeiro de 2013

Eis o tempo.

Diz a música: "o tempo é um amigo precioso"... Eu já sabia disso, porém nunca levei em conta a sua preciosidade. Sempre tive muito tempo, tempo de sobra, e nunca valorizei. Geralmente deixava-o passar, às vezes despercebido ou por vezes esperando que ele simplesmente passasse e mais um dia surgisse, sem me importar com o que eu poderia perder ou deixar de ganhar. É um absurdo não dar valor ao tempo, enquanto que outras pessoas o procuram, solicitam e quase nunca o tem por muito. Às vezes certas coisas precisam acontecer para podermos observar como estamos levando a vida e nos questionar se é dessa maneira que queremos viver. E nada melhor que um começo de ano incrível para nos fazer refletir em como serão os próximos meses. É exatamente isso que estou fazendo, refletindo em como estou usando meu tempo, aquele que eu já perdi tanto e joguei fora como se nada valesse, nada custasse. Estou aprendendo que o tempo é aquilo que temos de mais importante na vida e que se deixarmos passar, o que fica para trás não volta. Por causa disso, estou começando a rever tudo o que se relaciona com minhas atividades e o tempo, ou seja, estou começando descobrindo em como otimizá-lo, aos poucos. Hoje eu vejo que realmente temos que aprender a administrá-lo. É como dinheiro... se não sabermos utilizar, perderemos com besteiras e ele pode acabar indo embora, escorrendo por aí. Portanto, preconizo: organizem, administrem e saibam usar o tempo da melhor maneira possível e da forma que traga bons resultados, pois é aos poucos que vamos ganhando e conseguindo o que queremos.



.

17 de janeiro de 2013

Três anos.

Sabe quando a gente se sente perfeitamente bem e super bem? Pois é, é assim que eu me sinto nesse novo ano que chegou. Sinto que 2013 está preparando algo de bom para mim nos próximos meses que virão. Ele já começou lindo, bem e percebi que todos os lixos, todas as coisas ruins e que me fizeram mal ficaram mesmo em 2012. Não trouxe nada de ruim daquele ano apocalíptico para cá, só trouxe as coisas boas. De fato, acho que exagerei um pouco nos últimos tempos, falando terrivelmente mal de 2012, mas é que aconteceram coisas que revolucionaram minha vida, daí dá para entender um pouco a revolta. O fato é que, claro, foi um ano muito bom também, pois tive diversas novas experiências, do começo ao fim. Enfim, é um ano que passou e eu só quero melhorar este ano. Percebo mudanças e mudanças boas, em mim, na minha vida, nas pessoas e nas coisas ao meu redor. E só passou meio mês. Desejo que continue assim e eu sei que vai continuar pois tem muita coisa ainda para acontecer, muitos planos, muita diversão, muito o que se viver. E não pode faltar também: muito o que escrever. Hoje está fazendo três anos de blog, então é um dia especial, tanto para mim, quanto para o meu querido blog Ausência ou falta de sentimentos. Estive um dia lendo meus textos anteriores e vi o quanto eu evolui. É claro, quando vamos praticando, conseguimos melhorar, aperfeiçoar... E consegui enxergar isso, a maneira como eu escrevia antes e como escrevo agora. Mudei muito minha forma de escrita, apesar de ter parado um pouco de escrever. Mas o novo ano está aí, cheio de ideias.

:)


13 de janeiro de 2013

Protagonista.


Sempre sonho com algo. Pessoas tristes ou felizes, morrendo ou nascendo. Eu sempre estou assistindo, nunca sou papel principal. Fico como se fosse uma câmera escondida filmando tudo. Eu nunca sou protagonista dos meus sonhos. Mesmo bons ou ruins. E estou percebendo que isso está refletindo na minha vida. Preciso mudar, eu quero mudar, eu vou mudar, e serei protagonista, no meu caminho, na minha vida, na minha história, protagonista de mim.