29 de setembro de 2012

Tão mais, tão menos.

Está tão mais bonito.
Mais atraente. 
Mais distante. 
Está tão mais longe... das minhas mãos.
Está tão mais curioso.
Está tão menos presente.
Menos aberto. 
Menos falador.
Está tão menos sorridente. 
Tão menos sutil...

Está tão mais do mundo, mais da vida
e tão menos meu. Não meu.

7 comentários:

  1. que legal o poemas *-* Bjos, Giih.
    http://girlsabout.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tã bom quando lemos algo que realmente é muito bom. E poesia faz bem (pra alma). Muito lindo, lindo mesmo!

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Muito tempo que eu não passo por aqui Laura - principalmente porque minhas vistas fatigadas tem de se esforçar pra ver bem as palavras.

    Saudades daqui - Gostei do escrito.

    ResponderExcluir
  4. Gostei do marcador. Me pareceu poesia, sim. rs

    ResponderExcluir
  5. Ótimo voltar aqui! Gostei muito mesmo desta. Tentarei voltar a ser presente, me faz falta!

    ResponderExcluir
  6. Absurdo o quanto tudo parece melhor e mais interessante quando deixa de ser nosso.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.