10 de agosto de 2012

A noite abrindo (e fechando) mentes.

Tem vez que falamos demais ou de menos. Penso demais e penso que é impossível falar tudo o que pensa e pensar tudo o que fala. Queria poder falar e pensar sobre tudo e nada ao mesmo tempo, mas o tempo é um lugar pequeno, e ouvidos e olhos não se encontram em qualquer espaço do tempo. Temos essa necessidade, de expor nossos sentimentos, pensamentos, sensações, experiências, mas não conseguimos tudo de uma vez, tudo para todos. Vou dizer que é impossível, por que o impossível existe sim. É tanta coisa, tanto tudo, tanta ideia e revolução que faz minha mente desequilibrar para baixo e voltar para cima, como uma gangorra em movimento. Tenho tão pouco do mundo, mas o mundo tem muito de mim.

5 comentários:

  1. Que simples seu pensamento e por isso, genial. Muito boa a última frase "Tenho tão pouco do mundo, mas o mundo tem muito de mim." Adorei!

    ResponderExcluir
  2. .



    Os teus amores, tuas fantasias
    e os teus desejos eu não descre-
    vo no meu blog, mas cheguei tão
    perto do teu peito que ouvi o
    bater do teu coração.

    silvioafonso





    .

    ResponderExcluir
  3. "queria poder pensar e falar sobre tudo e nada ao mesmo tempo" - Sempre senti essa necessidade, fico constantemente desejando exprimir com exatidão aquilo que me vai tanto por dentro em sentimentos quanto em pensamentos e nunca consigo precisar nada - Tudo me sai menor.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.