25 de junho de 2012

Leia-me.

Leia-me. Através dos meus olhos, olhando-os profundamente, encontrando o brilho e seu interior. Leia-me, observando meus passos, meu modo de caminhar, os passos que eu dou e meus modos bruscos de estagnar. Leia-me reparando em meus gestos, o que faço, o que fiz, o que deixo de fazer. Leia-me, enquanto eu estiver dormindo, enquanto eu estiver sonhando, perceba meus movimentos noturnos, meu jeito de deitar e me deixar entrar no mais profundo do mundo paralelo. Leia-me, quando meus cabelos voam e balançam com o vento, fazendo uma dança embalada pelo ar atmosférico. Leia-me, pelo suor que sai dos meus poros, escorrendo pela minha pele, à medida que os odores exalam do meu corpo. Leia-me, quando ouvir minha voz, atente a cada detalhe do meu tom, das minhas palavras e me ouça cantando uma canção qualquer. Leia-me, de ponta à cabeça, me devore, tire a minha roupa, explore cada detalhe meu, tudo o que puder encontrar em minhas entrelinhas, me tenha por inteira, sinta minha pulsação, ouça meu coração, sinta meu gosto, me cheire, me beije, me trague, me rasgue, me queime, me incendeie, me odeie, me ame. Mas lembre-se: não se pode ler alguém por completo. Nunca se lê ninguém por completo. Leia-me, mas saiba que suas interpretações não serão suficientes para me conhecer totalmente. Faça quantas quiser e quantas for possível. Você nunca deixará de ler. Ou deixará. Mas poderá voltar, sempre que quiser. Porém, você nunca vai me compreender, mesmo voltando, mesmo tentando enxergar além. Por que você nunca chegará ao final, você nunca saberá onde está o meu final.

8 comentários:

  1. ler é tocar com a sensibilidade onde é mais belo" abraços

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente ninguém pode nos ler ou conhecer por completo :(

    Adorei seu texto.
    Beijos e tenha uma excelente semana

    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  3. Se pudessem nos ler e conhecer completamente, não haveria mais graça depois. A convivencia é conhecer a pessoa dia após dia um pouquinho. Adorei o texto, ficou lindo.
    Há pessoas que acham que já me leram por completo, mas esqueceram que sequer terminei de me escrever. rs

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. O final seria o começo de tudo e certamente, você não quer definições. Quer apenas ser explorada, quer que lhe contem outras versões da sua própria verdade.

    E ler será sempre o moviimento que antecede a ação sem erros. Quem te ler saberá como fazer tudo certo. Suas letras dão pistas para a excelência.

    Quem te ler não se arrependerá.

    ResponderExcluir
  5. Cara, que lindo. Juro, deve ter sido o texto mais intenso que li hoje. Muito bonito!

    ResponderExcluir
  6. Gostei demais.
    Mas existe um certo detalhe: nem nós mesmos sabemos onde está nosso ponto final, imagina outra pessoa. Se bem que eu acho que esse final sequer existe.

    ResponderExcluir
  7. "suas interpretações não serão suficientes para me compreender totalmente"

    Isso é verdade - inteiramente verdade.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.