2 de junho de 2012

Home (?)

Todo dia ele vem. Sim, a presença dele por aqui já não é mais uma novidade. De manhã cedo ou no começo da noite, ele passa por aqui. Vem sempre ver como estão as coisas, se está tudo em ordem, se falta algo e se sobra algo, também. Pergunta como vai tudo por aqui, se está tudo bem, tudo tranquilo, se está faltando algo e simplesmente vai embora. Muitas vezes chega com sacolas na mão, algumas compras para incrementar a geladeira semi vazia, como que afirmando que nada por aqui vai faltar (mas esquecendo que o que falta mesmo é a tal presença). São passagens rápidas, que nem posso chamar de visitas, visto que não chegam a durar nem mais que dez minutos. 
Seu antigo quarto virou depósito e ele finge ligar, mas não faz diferença, pois não é mais lá que ele dorme. Está sujo, cheio de poeira e o cheiro não é agradável. Para um quarto que antes era considerado o melhor lugar da casa, o mais aconchegante, atualmente não tem o mesmo valor. Coisas velhas são ali depositadas, quase sempre jogadas ao léu, não são nem guardadas, pois ali não tem móvel nenhum sequer. A janela, que sempre vivia aberta, agora se encontra fechada, por causa das estranhezas de certo habitante. Nada mais parece ser como era antes. A atmosfera do lar não é a mesma, tem um quê de melancolia, de tristeza, como um rádio quebrado, que sem determinada parte, não funciona corretamente. E era assim que a casa funcionava: de um jeito estranho, de um jeito incomum, de um jeito errado. 
Mas, de um jeito ou de outro, ainda há um pouco de vida neste lar, mesmo que pouco. A vida dentro dele não morreu, então continua sendo um lar, mesmo que diferente, mesmo sem a ambiência agradável de antes, mesmo sem aquela antiga harmonia, que era quebrada por briguinhas fúteis, mas que acabavam voltando ao normal. Havia a sensação de que, um dia, aquilo iria mudar novamente, só que desta vez, pra melhor. 

5 comentários:

  1. Essa esperança eu chamo de fé hehe
    gostei bastante, Inercya :) inclusive, fazia um tempo que não vinha aqui, não é? Me desculpa a ausência.

    ResponderExcluir
  2. Passando pra lhe desejar uma linda semana!!

    Um beijo!!!

    ResponderExcluir
  3. Own, Inercya :x
    Muito triste, muito. Mas veja pelo lado positivo, ainda há vida. E se ainda há isso, ainda há esperança.

    ResponderExcluir
  4. Bonito sim, mas triste. É muito triste quando uma parte do quebra-cabeça se perde e mesmo que a gente espere que as melhorias cheguem - o tempo passa e tudo vai parecendo cada vez mais distante.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.