1 de maio de 2012

A letter.

"Oi, meu amor, meu antigo amor, ex-amor. Bom dia, boa tarde, boa noite! Não sei a hora que você vai ler esta carta, então prefiro desejar todas as horas boas para você, já que quero sempre seu bem, sempre. Eu estou bem e creio que você também. Ouvi falarem de você por aí, sua vida está boa, tranquila e pelo visto, você está feliz. Eu também estou, meu amor, ex-amor, acredite. A vida me fez levantar, sabe? Mas hoje decidi te escrever esta carta para te dar uma notícia, que é boa, mas tem um lado ruim. Sabe, eu engravidei. Pois é! Vou ter meu bebê, aquele que eu sempre sonhei. Você lembra bem, não é? Tínhamos planos para um bebê, pensávamos em vários nomes, como ele ia ser, onde ia estudar, como ia ser o quarto dele. Lembro tão bem dos nossos planejamentos, dos nossos sonhos... É, meu amor, eu vou ter um bebê! Estou tão feliz com isso. Mas uma parte do meu coração não está e você bem sabe o por quê. Meu coração não completou a felicidade, pois o meu bebê, o meu lindo bebê não é seu. É claro que não é, não poderia ser seu, pois já faz um bom tempo que eu não vejo você, não é, meu amor? O que será que mudaria se ele fosse seu? Acho que não mudaria em nada. Quer dizer, por mais que eu não tivesse você em minha vida, ia ter pelo menos a tua presença, para ver nosso bebê, cuidar um pouco dele, me ajudar a criá-lo. Eu errei muito, sabe, e por causa disso vou ter meu bebê sozinha, mas vou dá todo meu amor a ele e vou cuidar dele como se fosse nosso, vou usar nossos planos para me manter firme, vou fazer de tudo para ser feliz ao lado dele. Ainda não sei se é menino ou menina, mas torço para que seja menino e se quer saber, darei seu nome a ele, mesmo não sendo fruto do nosso amor, nosso antigo amor. Ah meu amor, se você estivesse aqui comigo seria tão mais fácil... Mas não vou lamentar, vou me virar sozinha, até por que antes de você eu sabia fazer isso e não vai ser agora que vou me desestruturar. Sabe que eu sou forte, não é? E vou ser, por mim, por meu bebê. Meu amor, ex-amor, espero que um dia nós nos encontremos, para que eu possa ver como você está, para conversarmos, quem sabe tomar um café juntos. Espero que realmente esteja bem. Um beijo grande para você. Até algum dia."

8 comentários:

  1. "meu amor, meu antigo amor, ex-amor" - que maneira linda de chamar quem é e, ao mesmo tempo, não é mais!
    Achei muito lindo - ando pensando em coisas assim também...
    Lindo, lindo, lindo! ❤

    ResponderExcluir
  2. Que amor, grande amor, ex amor, eterno amor...abraços

    ResponderExcluir
  3. Saudade desse espaço. Andei sumida, mas vim te ler e deixar aquele abraço.

    Mih

    ResponderExcluir
  4. Muitooo lindo, mesmo, Adorável carta, e quem nunca sentiu aquela vontade de escrever para um grande amor, ex-amor, e até pode ter escrito, mas nunca a enviou. Lindo mesmo. ♥

    ResponderExcluir
  5. Pra comecar, seu blog é lindo demais!!!! qria um pra mim assim!!!!!
    Segundo!
    seutexto é mto lindo, mto profundo.
    Do que chamar aquele que ja nao sabemos o que é mais?

    bjo

    http://opinandoemtudo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. "amor, ex-amor" é até engraçado ver essa luta na tentativa de se auto convencer de que de fato o amor não é mais o mesmo. Que tudo mudou, que ela é forte e vai seguir e realizar todos os planos antigos.

    Texto forte.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.