7 de fevereiro de 2012

Le temps détruit tout.



Em seis meses ele voltaria. A viagem seria curta. O tempo, esse que corre, correria ainda mais, para não angustiar o coração de quem ama. Vai passar rápido, você vai ver, uns diziam, tentando confortá-la. Mas ninguém queria estar em seu lugar, ninguém queria passar por esse sofrimento. Todos a entendia, é claro, mas tentavam afugentá-la da dor e da tristeza. Ela trancava-se em seu quarto, não queria ver ninguém; chorava só. A melancolia se esvaia através de seus poros, inundando todo o ambiente, fazendo-a afogar-se. Ela sabia que o tempo pararia, que andaria devagar, como se não tivesse pressa de passar, como se quisesse aumentar o sofrimento, retardar ainda mais a volta daquele a quem tanto tinha apreço, a quem tanto amava. Por noites, se jogava na bebida, sozinha ou em companhias amigas. Com o álcool lhe correndo as veias, não pensava mais em nada; ou na verdade, não queria pensar. Dormia em camas desconhecidas e quando acordava o arrependimento encontrava sua porta. Não queria mais isso, não queria mais nada; somente que o tempo passasse. E depressa. E o tempo passou. Seu coração vibrava agitado. O sorriso lhe voltou à boca. O abraço foi o mais demorado possível. O beijo acalentador, grudado. Os dias pareciam correr bem e o amor o mesmo de antes. Porém algo mudou. Nada se sabe. E simplesmente o amor não era o mesmo de antes. Por todo esse tempo, nunca foi. Perdeu-se no tempo, ficou preso em algum lugar. Não se podia achar. E o que ficou no tempo nunca mais voltou.




saudade daqui. voltarei e responderei aos comentários assim que puder. :*

9 comentários:

  1. Muitas coisas ficam presas no temp e na memória! lindo texto, abraços

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo, que força tem tuas palavras.
    Volte logo.

    O que acha de ganhar um livro num Super Sorteio? Confira:
    http://iasmincruz.blogspot.com/2012/02/super-sorteio.html

    ResponderExcluir
  3. Sua sumidaaaaaaaa. Não pode desaparecer assim e deixar-nos sem suas incríveis postagens. Sabe que adoro esse cantinho, não é mesmo?
    Amei o texto, recheado de melancolia e saudade. É triste quando um amor se vai, mas sempre esperamos que venham outros, mais entusiasmados, mais vivos, e desejamos que não se vão como os outros. É sempre assim (: E vida vai seguindo seu curso.

    Beijões :*

    ResponderExcluir
  4. Nossa...
    Você colocou em palavras uma pessoa que conheço.
    Achei linda a sua escrita..

    Já te sigo!

    palavradesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa que triste esse texto. Mesmo assim, lindo, você escreve muito bem.
      Se puder passar no meu blog, eu agradeço.

      thehourofthestar.blogspot.com

      Excluir
  5. nossa... o que dizer? amei o texto...
    escreves muito bem querida..
    isso tem sido uma dura realidade pra algumas pessoas..
    é triste..mais é assim mesmo.

    ah, divulguei seu blog na pagina do meu blog no Facebook..
    um bjão meu bemm.. te cuide

    Fórmulas Padrões do Coração
    Facebook do Blog

    ResponderExcluir
  6. as coisas não precisam ser como antes, elas podem ser novas e o mesmo vale para o amor (:

    beijas ;*

    ResponderExcluir
  7. Sim, é exatamente assim que ocorre, o tempo altera tudo e nada se mantém intacto enquanto o tempo, descuidadamente, passa.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.