15 de outubro de 2011

Amnésia.

A memória é falha. Apenas alguns borrões flutuam na mente. A ordem dos acontecimentos não existe. Os pequenos feitos, as atitudes sem sentido, nada é lembrado. As cenas se passam rapidamente, por corredores estreitos e sem luz. Não há o que fazer para as lembranças voltarem. Foi tudo apagado pelo tempo, como poeira levada pelo vento.

Somente o vazio é enxergado.

7 comentários:

  1. Às vezes, ignorar a memória é um ato de generosidade...

    Eu pratico!

    \☺

    Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que queria viver esse momento -
    mas não, as lembranças, o passado está tentando me destruir - sinto medo :/

    Lindo texto, parabéns.

    Novo texto *

    ResponderExcluir
  3. Na esperança de falar exatamente assim:
    "Foi tudo apagado pelo tempo, como poeira levada pelo vento."

    ResponderExcluir
  4. tenho pra mim que só o desnecessário vai embora, então sorria para as coisas que ficaram e para as que estão pra chegar : )

    beijas, Laura ;*

    ResponderExcluir
  5. Um amor esse texto. Poucas palavras, mas não pequenas.
    beijo <3

    ResponderExcluir
  6. Eu espero poder envelhecer e ter acesso as minhas lembranças, mesmo que algumas delas não seja boa. Elas foram necessárias para a criação de quem sou hoje. ótimo texto. Volte sempre viu? Enormes beijos :D

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.