18 de agosto de 2011

De drogue em poudre.


Encaminharam-me para o fim da existência
O fim que nunca teve um começo, apenas fim
E o sol derreteu todas as possibilidades de um ser existente
Inexistente
Tanto me derreteu que virei pó
Pó de drogas, droga em pó
Eu fui repassado
Eu fui diluído
Eu fui inalado
Jogaram-me para o além
Além do infinito
Onde tudo é nada
Eu sou tudo
Logo, eu sou nada.


11 comentários:

  1. gostei.. que confuso...tive de ler duas vezes, meu cérebro é lento.. rsrs

    bjo minha flor...
    Deus te cuide ^^

    ResponderExcluir
  2. É o primeiro fim sem começo que vejo... Mas, e espaço pra um REcomeço, tem?

    ResponderExcluir
  3. e se fosse?

    ah, caindo caindo caindo na droga que eleva. (à queda)

    ResponderExcluir
  4. Quando leio poema fico na vontade de conversar com a pessoa, ver o que ela queria dizer, não me contento só com minha interpretação. Pode estar totalmente equivocada.

    :* :*

    ResponderExcluir
  5. essa sensação de ser nada, de nada ser…vazio...

    ResponderExcluir
  6. Adorei a criatividade e a astúcia... ficou pairando na minha mente!

    ResponderExcluir
  7. Não há início pra quem se mete com as drogas, só o fim certo.
    Morte "matada" ou morte de overdose.
    É uma burrice, só.
    Ótimos versos.

    ResponderExcluir
  8. sendo assim, tô viciada - nos seus textos e na sua criatividade (:

    beijas, Laura ;*
    []

    ResponderExcluir
  9. Seu poema é um tanto confuso, porém incrível!
    Eu sou louca por poemas, e esse chamou muito minha atenção, pois é um tanto enigmático. Eu tenho um fascínio para saber o que fez o poeta escrever aquele poema, sabe? Eu sou muito curiosa mesmo (risos)... Enfim.
    Beijinhos *-*

    ResponderExcluir
  10. Own *_*
    Deveras lindo e de uma intensidade incrível, estou amando o seu blog e gostaria de agradecer o carinho com o blog e o meu conto.
    Apareça, estou te seguiiiindo
    Bjoooos

    ResponderExcluir
  11. Oi estou seguindo o seu blog, siga o meu também se pode tá, beijos e bom fim de semana ;*

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.