15 de março de 2011

Cinema Casual - Parte IV.

Álvaro chegou e cumprimentou Mel com um abraço. Os dois ficaram meio sem graça com a situação, mas se sentiram confortáveis com o abraço. Mel ia falar algo, abriu a boca e a fechou no mesmo tempo. Álvaro notou e fez cara de que estava esperando ela falar. Por fim, Mel conseguiu soltar suas palavras:

- Achei que você estava atrasado. É que sou meio paranóica com essa coisa de horário, sabe?
- Ah, eu também sou. Por isso que cheguei aqui há uma hora atrás.
- Você está falando sério? – Mel ficou impressionada com a atitude do rapaz.
- Pode acreditar se quiser. Mas aí, como achei que você chegaria na hora exata, fui passear um pouco e acabei comprando umas coisas. Da última vez não tive tempo de comprar, e hoje aproveitei. Você gosta?

Álvaro mostrou a sua sacola, com chocolates, salgadinhos, algumas guloseimas e refrigerante. Mel apenas ficou observando o que tinha dentro, como se averiguando tudo aquilo e se estava a seu gosto.

- Ah, está de brincadeira comigo, não é? Por acaso andou lendo minha mente? Aposto que sim, pois todas essas coisas que você comprou são incrivelmente minhas besteirinhas preferidas!
- Jura? Nossa, fiquei com medo de que não gostasse. E até fiquei pensando que você não ia gostar da ideia, afinal muita gente compra aqui no cinema. Mesmo assim, resolvi arriscar.
- Que nada, eu gosto dessas coisas diferentes. Aqui nunca tem essas coisas, ou quando tem, é tudo caro.
- Exatamente.

Após essas conclusões, os dois ficaram sem palavras, se olhando e sorrindo. Ao mesmo tempo, eles começavam a falar, mas desistiam, dando a vez ao outro. E continuaram assim por um tempo, até que Álvaro resolveu quebrar o silêncio confuso:

- Bem, acho que viemos aqui para assistir a um filme, não é? Já pensou em algum?
- É, por um breve momento eu tinha esquecido disso. Eu pensei em alguns sim, na verdade nos que ainda não vi. Mas vai ficar difícil de escolher, já que somos dois e provavelmente você já viu alguns.
- Me diga os que você já viu e eu vou dizendo o que eu já vi. Provavelmente irá sobrar algum que nenhum dos dois viram.

Mel mostrou o papel com os filmes e seus pequenos resumos. Foram marcando com uma caneta o que já tinham assistido e ao final sobraram dois filmes. A dúvida pairou entre os dois. Qual escolher: o de drama ou o romântico? Para o momento, pensava Mel, o romântico seria estranho. Ela não assistia a filmes românticos com ninguém ao lado. A verdade era que ela nunca assistia a um filme romântico no cinema. Ficava sem graça quando tinha alguém ao seu lado. E quando era no cinema, sempre tinha um casal apaixonado ao seu lado, aos beijos e abraços. Ela não gostava disso.

- Por mim, assisto a qualquer um dos dois. Pelo que eu estou lendo aqui, a proposta deles são ótimas.
- É que não sou acostumada a ver filmes românticos no cinema e drama eu sempre choro, mas prefiro chorar sozinha.
- Então vamos fazer o seguinte. Eu não me importo de ver outro filme que já vi. Esse de comédia é ótimo. – Disse apontando com o indicador onde o filme se encontrava no papel.
- Ah, que isso! Não vou fazer você ver um filme que já viu.
- Não tem problema. Eu até gosto de fazer isso.
- Quer saber? Vamos ver o romântico mesmo. Hoje é dia de estréia para mim, já que não estou indo sozinha ao cinema. Então...

Foram até a bilheteira e compraram os ingressos. O filme estava marcado para começar dali a uma hora, então decidiram andar um pouco. Caminhavam pelo local lado a lado, sem falar. Mel olhava para as lojas e parava em frente às suas vitrines, fingindo interesse. Álvaro apenas parava ao seu lado, curioso, olhando os objetos ou roupas à venda. Sem pensar duas vezes, entraram numa livraria, movidos pela curiosidade. Riram da coincidência, pois não precisaram de nenhum convite da parte do outro para poderem entrar.
Por mais que as ocasiões e os gostos fossem coincidentes, não bastaram. Lá estavam Mel e Álvaro na mesma seção de livros: literatura nacional. Havia diversas prateleiras e os dois iam correndo os olhos por elas, procurando algum livro especifico. Quando finalmente Mel pôs o olho no livro que ela queria, Álvaro alertou, com uma cara sorridente, quase entrando em desespero:

- Acho que estamos atrasados. O filme começou a cinco minutos.

Correram feito loucos pelo local, esbarrando em algumas pessoas. Mel se sentia esquisita, pois nunca tinha se atrasado para um filme. Não gostava de chegar após as luzes se apagarem por que nunca conseguia achar um bom lugar.

Chegaram à sala. Mel ficou parada, tentando enxergar algo, mas não conseguia. Álvaro disse a ela que conhecia aquela sala muito bem, pegou em sua mão e a guiou para uma fileira que estava vazia. Mel ficou um pouco sem graça por ele ter pego em sua mão, mas notou que foi apenas para guiá-la. Sentaram em suas respectivas poltronas e incrivelmente a sorte estava a favor deles: o filme tinha começado naquele exato instante.


Como prometido. Mas achei tão besta esse.
A insônia prefiriu assim, então...
O próximo será melhor :)

14 comentários:

  1. Quero um Álvaro desses pra mim...
    hauhau

    =)

    Xerim

    ResponderExcluir
  2. Quem não quer um Álvaro desses hein? rs

    Faz tempo que não te vejo, saudades de seus comentarios, rs.

    ResponderExcluir
  3. Esses dois sao indecisos, ao meu gosto, e se equivocam nas opiniões um do outro. Apesar de ser a primeira vez que saem, e isso nao quer dizer muita coisa.

    Espero o próximo capítulo mais emocionante ;)))

    ResponderExcluir
  4. Ain, eu achei muito fofo, bem causl e o melhor q naum er aqueles contos q a gente sabe q nunca pode acontecer, pode-se encontrar um alvaro na vida real, amei **

    ResponderExcluir
  5. A história tá ótima! Muito fofa!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  6. Não se preocupe querida, não estou me jogando nas profundezas não :P Estou é me jogando pro alto, isso sim.
    Essa frase que fiz foi só porque gostei da ideia de 'pro fundo' e 'profundo' se misturando e tal. :D

    Bjão.

    ResponderExcluir
  7. essa história tá cada vez mais bonitinha, Laura! sempre que leio Álvaro lembro do meu irmão heuahuhua na minha imaginação ele é o protagonista kkkkkkkkkkkkkkk :$ beijo, :*

    ResponderExcluir
  8. Olá, Laura! Já estou te seguindo.
    Espero vc no meu blog, combinado?
    Paz e bem!
    Lu (http://tende-animo.blogspot.com/)

    ResponderExcluir
  9. olá queridinhaaa. sinto tanto e não ter acompanhado essa sua história linda desde o começo....

    bejinn e abraços pra vç fofa♥

    ResponderExcluir
  10. AWWWWWWWM, que lindos! Aff, quero ir ao cinema com esse Álvaro tambem, hahaha.
    E ainda tô esperando pelo beeeeijo *-* HAHAHAH. Ok, sei que sou muito chata. Mas eles tem que se beijar! Estão até falando ao mesmo tempo, awwwm.

    Laura, tô louca pela outra parte! haha.

    Beijso <3

    ResponderExcluir
  11. Onnnw - Álvaro, Álvaro <3
    Não ficou bobinho mocinha, estou gostando *.*
    E me deixando cada vez mais curiosa!

    ResponderExcluir
  12. Esse Álvaro ein...


    adorei a carinha nova do blogue, bjs!

    ResponderExcluir
  13. É, quanto mais eu leio, mais dá vontade de penetrar nesse universo que salta de dentro de você.

    Deixa eu ler os próximos Menina.

    ResponderExcluir
  14. Besta nada, menina! Coisa mais fofinha! *-*

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.