4 de março de 2011

Cinema Casual - Parte III.

- Olha Álvaro, foi um prazer enorme falar com você, mas preciso ir embora.
- Não tem problema, eu também devo ir. Digo o mesmo.
- Bem, até qualquer dia então.
- Ah, espera! É... Eu meio que... Notei que você foi ao cinema sozinha e... Eu também fui e gosto muito, mas... Será que você... É...
- Pode falar, estou aqui.
- Vocênãogostariadeiraocinemacomigo? – Álvaro estava nervoso e falou tão rápido que Mel quase não entendeu.
- Se eu gostaria de ir ao cinema com você, é isso?
- É, é!
- Pode ser! Por que não mudarmos a nossa rotina, não é? Quando?
- Ah... Sei lá, qualquer dia. Quando você estiver disponível...
- Pode ser amanhã, então? No mesmo horário?
- Claro, claro... Amanhã, no mesmo horário... Tá ótimo pra mim.
- Então a gente se vê lá, Álvaro.
- Ok, Melissa. Até amanhã. Tchau.
- Tchau.


Mel notou que Álvaro ficou nervoso ao convidá-la para o cinema. Não era normal aceitar um convite desses, mas aquilo seria uma exceção. Por que não arriscar e fazer diferente? Ela notou também que ele conversava normalmente, mas que às vezes ficava nervoso. Mas bem, iria encontrar o rapaz bonito e tímido no dia seguinte e tentaria fazer com que ele não ficasse tão nervoso assim.

Já passava das duas horas da manhã quando olhou para o relógio de sua cabeceira. Não se importou de ir dormir tão tarde, pois gostou muito da conversa que teve com Álvaro. Ele era realmente simpático, como havia percebido, mas precisava apenas se sentir mais à vontade para conversar. A voz dele era bonita, e tinha um sotaque charmoso. A atração que havia sentido por ele no cinema acabou voltando. Não via a hora de encontrá-lo.

No dia seguinte Mel acordou cansada, porém animada com o encontro. Era algo inédito e ela estava um pouco nervosa, apesar de ter conversado bastante com Álvaro, como se já o conhecesse há um tempo. Achou engraçada a forma como se conheceram e como aquilo rendeu. Riu sozinha daquela situação e ficou pensando que, se não tivesse ‘perdido’ seu celular, não teria conhecido o rapaz bonito que sentou ao seu lado.

Tomou um banho sem pressa e foi preparar seu almoço. De instante em instante, ela olhava para o relógio. A hora simplesmente passava devagar. Ela já havia notado que isso acontecia quando estava ansiosa para algo. Então começou a procurar o que fazer, para a hora passar mais rápido. Arrumou seu quarto, organizou a geladeira, varreu a casa e finalmente almoçou.

A hora chegou e ela saiu apressada, como se estivesse atrasada para uma prova de vestibular. Por sua sorte, o ônibus estava estacionado na parada, enquanto os passageiros subiam. Ela foi a última a entrar e suspirou aliviada.

Desceu do ônibus e foi andando depressa para o cinema, olhando a hora em seu relógio. Chegando lá, olhou para os lados, andou para um lado e para o outro, mas não encontrou Álvaro. Achou que ele estava atrasado, mas quando olhou para o corredor, lá estava ele, bem apresentável e muito sorridente.



Só escrevi até aí, então agora tenho que parar
para escrever, mas só depois do carnaval :D
Um beijo e aproveitem o feriado.

21 comentários:

  1. Aiiii, vai rolar alguma coisa de mágico entre eles? Quero suspense *--* Nossa! Todo o conto que leio fico assim, super ansiosa...

    Continua, Laura! Está ótimo!

    Beijos, e bom carnaval :)

    ResponderExcluir
  2. Apesar de não curtir, bom carnaval! - Obrigada pelas visitas e desculpa minha ausência :*

    ResponderExcluir
  3. Esse cinema casual esta bem interessante e adoravel, intenso, adoreeei

    ResponderExcluir
  4. Faz um grande tempinho que não venho por aqui, desculpe-me por isso. No entanto o seu conto foi tão casual e tão leve que deu gostinho de quero mais. Caso tenha, estou ansiosa para continuação.
    Estou seguindo a um tempinho, vai lá no meu?
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho você deveria ter parado antes de dizer que ele estava esperando-a no local combinado, para dar gerar mais suspense ainda... imaginou um carnaval inteirinho nessa dúvida? hehe

    ResponderExcluir
  6. Blog de cara nova! Legal :D

    Aiai, vc tem um Álvaro por aí sobrando? rs
    (se bem que é melhor esperar até o fim da história pra ver se eu quero mesmo um exemplar)

    bjos!
    <3

    ResponderExcluir
  7. Escreve o resto logo então, porque eu li tudo e to curiosa pra saber o que vai rolar entre eles *_* Apesar de ser do contra, acho que você deveria fazer o Álvaro se apaixonar pela Mel e ela ser gay! Parei >_<

    Boooom carnaval
    Beeeijos

    ResponderExcluir
  8. Awwwwwwwwwwwm, que fofos! Quero que eles se beijem logo, hehehehe.


    Bom carnaval, Laura! Muita foliaaa! haha ;)
    Beijos, flor.

    ResponderExcluir
  9. Gostei daqui... já estou seguindo!

    http://jessicahiorrana.blogspot.com/

    passa lá

    bjo!

    ResponderExcluir
  10. Tava com uma puta saudade daqui. :')
    Amei o novo layout, achei super fofo, bem tua cara mesmo. E a história, não li do começo, li apenas este episódio, assim que estiver com mais tempo, leio o restante.. Mas estou gostando, veja.
    Saudades Laurinha. :D

    ResponderExcluir
  11. Aguardando a continuação.. vim conhecer novos blogs e encontrei o seu e parei por aqui. Gostei muito. TO seguindo. bjus

    ResponderExcluir
  12. Desde sempre gosto dos seus contos.
    Você é a melhor. Não lembro se já havia te dito isso antes...
    Sempre fico ansioso para a continuação. E dessa vez não foi diferente.
    Estava ausente, então tive que ler desde a primeira parte, mas chegou na terceira e eu não percebi... Muito bom! Pela primeira vez não envolve algum mistério, agora é torcer pelo casal que vai ao cinema sozinho...

    Saudade!


    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Já passou o carnaval...
    Eaí? quero mais posts :P
    Estou amando *-*

    ResponderExcluir
  14. Aiiii, você ainda não terminou, to curiosa!
    E, sim, um livro *_* Você vai querer um, né? ç_ç To toda ansiosa pra lançar, acho que vai ficar lindo :x

    ResponderExcluir
  15. Maais, quero saber o que vai acontecer no cinema *-*

    ResponderExcluir
  16. Laura que delícia de conto Menina, você vai desenhando as cenas, as emoções e prendendo a gente me meio as suas palavras. Estou gostando muito.

    ResponderExcluir
  17. Como não gostar das tuas histórias, Laura?
    Coisa mais gostosa de ler esse blog! Nesses meus dias de correria, sinto uma falta daqui!
    Bom, vou continuar lendo e me atualizando! :D

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.