7 de fevereiro de 2011

Revelando-me.

Você pode achar que me conhece, mas vai estar errado. Nem eu ao menos me conheço, então acho difícil alguém me conhecer. Sou um mistério. Escondo-me através de máscaras. Não aquelas falsas, mas aquelas que são colocadas para esconder o verdadeiro sentimento. Uso muito delas.
Você vai achar que estou bem, mas é apenas aparência. Se você não perguntar, não vai saber. E se perguntar, também não vai saber. Escondo tudo por trás dessa minha máscara. Meu olhar às vezes mente. A tristeza me assombra e eu tento driblá-la, sem pedir ajuda. Tento algo para me distrair, funciona por vezes. Mas é bem difícil. E é mais difícil me 'abrir' com alguém, contar os meus problemas, o que me incomoda... Não sei por que sou assim, não sei por que não consigo.
Eu não saio por aí contando tudo o que acontece para todos. Eu converso, mas tem coisas que não consigo por para fora. E às vezes só observo calada. Presto atenção, mas não 'consigo' entrar na conversa. Ou então não presto, vou caminhando para outro mundo, com os olhos arregalados.
Me acho estranha por ser assim, mas acho que não estou sozinha no mundo. Por aí, perdidas, devem ter pessoas, assim como eu, com dificuldades sociais. É meio que exagero dizer dificuldades sociais, como se eu fosse uma nerd, que não conversa com ninguém e que é excluída. Mas foi o mais próximo que pude achar para se encaixar na situação.

Uma palavra que me define: hermética.




A melancolia me fez escrever esse texto. Posso ter me precipitado ao me revelar, mas já está feito.

38 comentários:

  1. É triste ser assim....
    :(
    Mas eu já fui assim,no momento certo tudo melhora,e você nem vai perceber!
    beijos flor

    ResponderExcluir
  2. Vc escreve muito bem, menina!!!
    Passarei sempre por aqui!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  3. Laura, quanto talento menina!
    Escreves bem por demais.
    Não penses ser a unica com o instinto 'anti social' muita gente é assim, eu por exemplo, mas quando me 'identifico' com alguem e faço amizade eu esqueço de me trancar e deixo a porta aberta.

    ResponderExcluir
  4. E quem no mundo nunca se sentiu hermética?? Eu quase sempre :/

    xerim

    ResponderExcluir
  5. interessante, cm vc tem dificuldade em se abrir pessoalmente, mas cm vc se desenvolve na escrita, é o dom que Deus lhe deu,
    saudades de visitar aqui, mas é que tava dodoi, desculpa a ausência;

    ResponderExcluir
  6. Tem dois selos para você no Freescura.

    ResponderExcluir
  7. Oi Laurinha! *---*
    Sempre me encantando com seus textos, né? :D

    Eu conheço uma pessoa assim... minha irmã é como você. E eu também, mas não sempre.
    Por isso que é tão bom escrever, a gente pode colocar tudo pra fora, sem falar pra ninguém em particular.

    Amo aqui! Ah! E estou de volta! ^^
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Nem nós mesmas convivendo 24 horas por dia com nosso eu nos conhecemos por completo..
    imagina o outro! Nunca vamos saber, nem conhecer.. basta somente confiar que vai dar tudo certo.
    Mas tem um outro lado bacana, podemos ser quem a gente quiser a hora que for..
    sem se preocupar! Somente devemos tomar cuidado.

    lindona, adoro aqui!

    ResponderExcluir
  9. um...uma palvra para te definir como escreve: perfeita

    passei para deixar um beijinho

    ResponderExcluir
  10. florzinha mtu lindo seu blog seguino vc !
    me segue tbm?
    http://stilo-pink.blogspot.com
    bjus *NyNA

    ResponderExcluir
  11. a melancolia é a maneira romântica de ficar triste..

    um bjo grande flor

    ResponderExcluir
  12. Ás vezes eu acho que sou exatamente assim tmb moça. =)

    ResponderExcluir
  13. Vc tem o meu incentivo pois sou assim como vc ,é verdade vc não está só !
    http://aninhasouto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Fazia tempo que não passava por aqui, esses dias teem sido difíceis para mim, não tive muito tempo para entrar no blog. Mas Agora prometo voltar com mais frequência. Adorei o texto, vejo muito de mim nele, também uso as mascaras, para esconder o que sinto, talvez por medo de me magoar, de parecer frágil, o problema é que depois de muito tempo usando elas, podemos não saber quem realmente somos. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Também sou assim. Não é anti-socialidade, é só introversão. Agora, qual exatamente é a diferença, não sei explicar xD

    ResponderExcluir
  16. Minha linda, ótimo começo de final de semana!
    bjs, saudades suas..
    troquei de orkut, ve se me adc no novo..
    beijos.

    ResponderExcluir
  17. Taí, nunca vi ninguém se definir como Hermético, mas sabe que eu acho que também sou meio assim? Eu falo, falo, falo, conto tudo pra todo mundo, mas nunca conto nada que realmente me afete de algum modo. Coisas que realmente mexem comigo eu guardo pra mim, não sei ser tão livro aberto como aparento ser. E talvez isso seja uma qualidade ou talvez seja só uma forma de proteção.

    Beeeijos

    ResponderExcluir
  18. Duas. E as vezes é foda demais. Mas o que é mais foda ainda é tentar se abrir com alguém e não ajudarem em nada. Cu. (: hahaha.
    Seila, sou fechada/mascarada por opção, por falta de entendimento com as pessoas.
    Enfim, mas eu geralmente percebo o que as pessoas tem. Seila.

    Laura, gosto de você. rs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Me identifiquei e muito. Me vi em casa situação. Tentando contar algo para alguém, nunca conseguindo me abrir. E quando falo alguma coisa, ninguém parece se importar. Fod$. E uma das coisas que eu mais faço meeesmo é observar calada. Essa arte eu domino rs.
    ótimo texto riri. Bgs :*

    ResponderExcluir
  20. Chamo isso de conflito existencial e ele mora no meu quarto nas semanas de TPM.
    Consegui enxergar o que você quis dizer :D

    ResponderExcluir
  21. Tudo isto nos faz entender melhor a vida.

    Oh, minha flor, depois me explica direitinho como vai ser a festa, já me animei pra ir (:

    Beijos **

    ResponderExcluir
  22. bem, seja lá como for, eu te gosto de qualquer jeito :)

    eu acabei descobrindo que sou assim, até mesmo quando conto minha vida toda no blog ou no twitter, tem gente que diz que não sou eu e que sou uma ótima personagem .-.

    beijas, La. :*

    preciso dizer que eu estava com saudade?!
    s2

    ResponderExcluir
  23. Chérrie, acho que só o fato de vce ter tido coragem para expor este seu lado aqui no blog, foi um grande passo. A gente só derrota nossos gigantes internos se batermos de frente com eles.

    ResponderExcluir
  24. juro que achei que fosse eu escrevendo o.O'
    Mas é lindo encontrar-se nas palavras e sentimentos dos outros

    *__*

    ResponderExcluir
  25. Ual.... profundo.
    Claro que existem pessoas como você flor (:
    Eu sou o contrário, super louca e quando meus sentimentos aparecem, sai da frente.
    Mas, cada um é um diferente do outro. (:

    ResponderExcluir
  26. Nossa, que lindo, e parabens por ter conseguido por isso pra fora (pois acredito que seja dificl meio que aceitar esse jeito que é so nosso). é um pouco triste, mas quem nao se sente assim de vez em quando?! As vezes parece que vc é um ser de outro mundo diante de pessoas que parecem ser tao diferentes de vc...

    Beeijos querida =*

    ResponderExcluir
  27. É difícil mesmo saber exatamente quem somos. E as vezes tbm é difícil falar algo para alguém.
    Mas oh... você já se mostrou ;)
    rs
    Não é porque as coisas são difíceis que são impossíveis... lembre disso flor.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  28. Ei, indiquei você à um Meme literário que fiz. Se puder, você responde? http://migre.me/3RLfI
    Beijo! (:

    ResponderExcluir
  29. Todo ser humano esconde sua verdadeira face em máscaras. Sentimento, personalidade.. Pra mim isso é proteção. Gostei mt do teu texto gata! Beijo!

    ResponderExcluir
  30. Todos nós escondemos quem somos, e de uma hora pra outra revelamos...Amei seu texto, e estou seguindo pra sempre poder le-los.
    Da uma olhadinha no meu blog também.Bjos querida

    ResponderExcluir
  31. O que mais amo nos teus posts são a intensidade com que você toca quem quer que esteja lendo :)

    ResponderExcluir
  32. Olá amoree. Desculpe o sumiço. Por problemas pessoais resolvi abandonar um pouquinho o blog.

    Preciso da sua opinião. Entre no blog e opine:

    http://doce-meio-amargo.blogspot.com/


    bjos

    Nina

    ResponderExcluir
  33. Achei muito interessante esse seu texto, me lembrei daquela frase que diz "posso estar sorrindo, mas se olhar dentro dos meus olhos, sofrerá comigo" o autor eu desconheço. Muito bom, adorei o post!

    ResponderExcluir
  34. Esse está tão bom, mas tão bom, que me lembrou Álvaro de Campos:

    "Fiz de mim o que não soube
    E o que podia fazer de mim não o fiz.
    O dominó que vesti era errado.
    Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
    Quando quis tirar a máscara,
    Estava pegada à cara.
    Quando a tirei e me vi ao espelho,
    Já tinha envelhecido.
    Estava bêbado, já não sabia vestir o dominó que não tinha tirado.
    Deitei fora a máscara e dormi no vestiário
    Como um cão tolerado pela gerência
    Por ser inofensivo
    E vou escrever esta história para provar que sou sublime."

    Gostei muito, acho que entrou pro ranking dos meus preferidos!

    Eu vou tentar postar mais, pra você não ficar brava com a demora entre um post e outro, tá? =]
    beeijo

    ResponderExcluir
  35. Ei Laura, aqui te lendo, do outro lado, tem mais uma pessoa dessas, calada, fechada, pra dentro, que se abre muito pouco, que quase não diz nada e por isso, escreve... Escreve e escreve pra dizer muitas e muitas vezes o que quis, sonhou, viveu e não conseguiu mencionar de outro modo.

    Eu amei o teu escrito, teu desabafo confidente... E seja como você é, dê um jeito de sorrir entre as melancolias, de fato é o melhor...

    ResponderExcluir
  36. Nossa, acabei de ver v. dando um conselho a uma blogueira, sobre o abrir-se, dividir os problemas, etc, e vim para cá... hahahahaha, desculpe, não é para rir.
    Fiz 10 anos de psicanálise. Comecei no divã e acabei na poltrona. Não resolvi muita coisa, mas pude desabafar com alguém, um especialista, e olhar eu mesmo para os meus problemas. Meu hermetismo acabou ficando on the back burner, e isto foi bom, pois quando guardamos só para nós sofremos demais. Demais.
    Enquanto eu fazia as sessões, ia lendo - porque comecei a me interessar - obras de Freud, Jung, Lacan (gênio também), e aí descambei pelo mundo da psicanálise. Que sonho...
    Tudo começou com um problema meu, que eu não dividia. Minha introspecção era um mergulho num buraco negro. Hoje, que sei que sou isso mesmo, e que disso não passo, sou mais feliz.
    Que tal?
    Beijo no coração

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.