13 de dezembro de 2010

Sei tudo sobre sua vida - Parte 6 (FINAL).

Por onde começar a procura pela letra? Seria uma tarefa muito árdua e primeiro ele teria que deduzir quem poderia ter feito isso com ele. Não voltaria à boate, pois tinha certeza de que não era o DJ que havia começado com isso, afinal ele não teria motivos. Então por mais que lhe doesse, ele decidiu investigar sua namorada. Pegou umas antigas cartas que ela havia escrito para ele e comparou. Eram bastante diferentes. Sentiu-se culpado por desconfiar dela.

Logo decidiu investigar no trabalho. Poderia ser o estagiário, que disputou uma vaga com ele e perdeu. Inimigos no trabalho eram sempre os mais prováveis a fazer esse tipo de coisa. Já pronto, quando deu a hora de ir ao trabalho, pegou as coisas, juntou a carta e foi. Chegando lá, a primeira coisa que fez foi ir até onde o estagiário se encontrava. Em cima da mesa, tinha uns papéis assinados e carimbados pelo estagiário e essa seria a sua chance. Pegou disfarçadamente um dos papéis e levou ao banheiro para fazer a comparação. Ficou decepcionado, pois a letra do estagiário era feminina demais em comparação àquela da mensagem.

Decidiu parar com a investigação e foi fazer seu trabalho. Por mais paranóico que estivesse, teve de esquecer, pois muita coisa tinha para fazer. Nesse dia, chegou tarde em casa, pois o trabalho tinha consumido seu tempo. Não reclamou disso, pois acabou esquecendo-se das cartas, por estar distraído.


Passaram-se dias e nesses dias, recebeu mais mensagens e todas escritas à mão. O mensageiro atormentador queria ser descoberto, era isso. Em todas as mensagens, tentava dá pistas, mas estava difícil de captá-las. Porém, em certa mensagem, o atormentador disse:

“Sei que me procura, e você não está longe de descobrir. O fato é que se eu me revelasse você não acreditaria. Pegue seu antigo diário, que só você sabe onde está. Ali estão todas as respostas!”

Ficou com medo de enfim saber a resposta, pois só quem sabia da existência daquele diário era ele próprio. Por mais que estivesse com medo, decidiu de uma vez por todas checar o diário. Seu sofrimento e sua angústia estavam prestes a acabar, ou pelo menos era isso que achava. Foi até o guarda-roupa, tirou uma caixa de uma das portas. Ali dentro estava o diário. Não hesitou, abriu a caixa e pegou o diário.

Tentou encontrar um lugar para se apoiar, pois sua descoberta era inacreditável. Suas mãos tremiam, seu corpo todo estremecia. Olhou-se no grande espelho que tinha na porta do guarda-roupa. Aquela imagem não era ele. Ela estava sorrindo, mas ele não sentia a pele do rosto contrair. Aquela imagem era seu outro eu, sua outra personalidade. Então, como numa espécie de lembranças, imagens passaram-se pela sua cabeça. Enquanto ele supostamente dormia, seu outro eu agia. Buscava em seu mais profundo ser suas fraquezas e seus pensamentos, para assim atingir seu ego principal. “Viu-se” digitando, imprimindo, escrevendo e colocando as mensagens em lugares estratégicos. A esperteza do seu outro eu lhe incomodou e se sentiu humilhado diante de tudo aquilo. Tinha vergonha e ao mesmo tempo ódio de si mesmo, por ter construído tudo aquilo, mesmo que sem saber. A imagem, vendo sua decepção, se animava mais ainda e ria às suas custas. Perturbado com tudo isso, tomou diversos calmantes para dormir. Após doze horas de sono, ele acorda e vê uma mensagem no seu espelho:

“Se há alguém que sabe de toda a sua vida, esse alguém só pode ser você mesmo!”


Decepcionados? Espero que não. Eu não ia acabar na parte 6, mas como fiquei muito tempo sem escrever, já estava perdendo a inspiração e sei que esse final para algumas pessoas foi previsível, mas eu já pensava nisso desde o começo, então não tinha outro final digno. Apesar de estar ausente na escrita, não estou nas visitas. Todo dia entro aqui e vejo as atualizações de vocês. Raramente perco uma. Mas agora vou voltar com mais frequência na escrita. Tenho coisas em mente para esse mês, afinal o ano está acabando. Ah, e, por favor, se vocês acharem algum erro, me avisem. Meu antigo revisor (namorado) só lê depois de séculos, então seria bom se alguém falasse, pois não sou muito atenta nisso e deixo coisas passar. Obrigada! Beijos, leitores.

21 comentários:

  1. Não me decepcionou nada. Eu adorei.
    Você soube nos prender, nos cativar capítulo após capítulo e agora com esse final, de certa forma, cnseguiu me tocar no fundo.

    Muito bem escrito, desenvolido, desenhado - Gostei demais.


    Escreva mais Laura, amo ler você.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. acertei quem era \o/ fiquei feliz porque dificilmente acerto. adorei a história, todos os capitulos... cativantes e maravilhosamente bem escritos. muito bom. :* Laura.

    ResponderExcluir
  3. Uau, Laura. Adorei! Não estou nem um pouco depecionada. O conto até me lembrou um filme, se eu não me engano o nome, o Amigo Oculto!

    Escreva mais mesmo, Laura. Espero ansiosa por mais, hehe.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. isso me lembrou o filme 'a janela secreta', tu já assistiu?!
    muito bom, muito bom mesmo, o final-o meio- o começo *-----*

    beijas, L. :*

    ResponderExcluir
  5. O final me surpreendeu, eu nunca imaginei que o atormentador pudesse ser ele mesmo. Gostei sim do final ^^
    Escreva mais mesmo, seus contos são ótimos.
    Beijo :*

    ResponderExcluir
  6. Ficou bom. Tipo, eu teria gostado mais se não conhecesse Clube da Luta, Jekyll & Hyde, Psicose, etc. Dupla personalidade é um tema realmente fantástico, mas já meio saturado.
    De qualquer forma, foi muito bem escrito e desenvolvido, como sempre :)

    ResponderExcluir
  7. Aaaah Laura! Amei tudo!
    Escreva muito muito mais!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. pois gostei deste final. e gosto também de ti chérrie. Que saudades. Como foste na prova?

    ResponderExcluir
  9. Ah, no fim era a única resposta plausível. Eu gostei, ficou ótimo!

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  10. Gostei do final.
    Pra mim,foi surpreendente.
    Tenho um novo poema,visita?
    RIMAS DO PRETO

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu nem fiquei decepcionada, gostei da história. Quem me dera ter capacidade para escrever uma história, ainda mais com enormes 6 partes.
    Ficou bom!

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Tô acompanhando e adorando.
    Adoro tudo aqui.

    Não some! bjs minha flor, ótima quarta (:

    ResponderExcluir
  13. Tava bom demais pra ser verdade viu? Eu cheguei atrasada de novo! Buá.

    Mas enquanto a sua história eu achei ótima!


    bjs

    ResponderExcluir
  14. Confesso que imaginei que poderia ser ele mesmo quem escrevia as cartas... mas apesar disso, não achei o final previsivel. Adorei!
    Ficou ótimo, e perturbador, adoro essas coisas... rsrs

    Flor, boa sorte no vestibular e enem! Estou torcendo por você! E estou louca para ver quais são suas novas idéias! :D
    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  15. Seu blog cada vez melhor, atualizei lá. Bjs amr :*

    ResponderExcluir
  16. Visitando o blog de uma participante do concurso, percebi que minha amiga havia colocado o endereço errado no selo do concurso.
    Assim que percebi o erro, concertei e peço a todos os que estão participando que troquem o selo.

    Desculpem o transtorno.

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
    Vamos trocar conhecimentos...
    Ass: Magno Oliveira
    Folhetim Cultural

    ResponderExcluir
  18. desculpa a demora, meio sem tempoo **
    eu amei o final, muito bom!

    ResponderExcluir
  19. Quando li a parte 5 imaginei que era isso mesmo...
    O conto lembra muito o filme “A Janela Secreta”, já assistiu?! É muito bom.

    E você surpreendendo sempre!
    Adoro os contos que você escreve, sempre com bastante mistério, bilhetes e pessoas secretas!


    Beijo!

    ResponderExcluir
  20. Eu sabia. Lembra que em um comentário anterior eu havia dito que eu achava que sabia quem escrevia as cartas? Pois bem, eu imaginei que fosse ele mesmo. Me lembrei daquele filme AMIGO OCULTO e então deduzi isso. Adorei a história, e estou esperando a sua volta õ/
    bjs.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.