13 de novembro de 2010

Viva ou morta?


Às vezes me sinto morta, que preciso de algo para ter a sensação de vivacidade. Minha pele anda branca demais, pois o sol aqui já não se encontra mais. Tudo é tão cinza, que dá a sensação de que estou realmente morta. Meu corpo não reage muito a estímulos. Ando parada, pensando demais. Sinto como se estivesse entrando em estado de vegetação.

Preciso ter uma certeza, certeza de que estou viva. Andarei nua na rua, quando uma chuva torrencial estiver caindo. Assim, sentirei o frio. Essa vai ser a minha primeira sensação. Vou saber que estou viva. E então, depois, vou acender uma vela e deixar meu dedo por algum tempo em cima da chama. Se eu me queimar, eu estou viva. Pegarei um garfo e enfiarei molhado em uma tomada. Se eu levar um choque enorme, então estou viva. Quebrarei vidros e cortarei minha pele. Se eu sentir uma ardência e o sangue estiver escorrendo, estou viva. Mergulharei no mar ou em uma piscina e ficarei embaixo d’água o tempo que for preciso para ter falta de ar. Depois que eu fizer tudo isso e ter todas essas sensações é que vou ter certeza: eu estou viva!


Adrenalina: é disso que eu preciso!

16 comentários:

  1. Sabe que me identifiquei? Demais, até. Vivo fazendo coisas com o intuito de me sentir viva. Sentir medo, dor, angustia... essas coisas. Já me cortei, já andei em brinquedos de parques temáticos (aqueles que te fazem sentir medo), já tomei banho gelado (gelado MEMSO!), já fiquei pendurada em sacadas... Enfim, é o surrealismo nos domando. :)

    Ótimo texto. Ótima escrita.

    ResponderExcluir
  2. mergulhei no texto, senti na pele *-* :*

    ResponderExcluir
  3. Que cantinho delicioso....
    texto lindos e imagens belíssimas, vou voltar mais vezes :)
    Se quiser faz uma visitinha no meu espaço
    http://tatapalavrasaovento.blogspot.com

    Beijos, excelente feriado!!

    ResponderExcluir
  4. realmente, me senti como a personagem do texto, como sempre, seus textos me fazem mergulhar dentro da história. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa! ME identifiquei bastante com seu post! Às vezes me sinto assim. Meio parada. Preciso de adrenalina!


    Só não irei enfiar o garfo molhado na tomada,porque é bem perigoso né?


    hehe!

    bjinhos

    Nina

    ResponderExcluir
  6. Adorei teu espaço.

    Te convido para passar lá no meu espaço.

    http://michele-dos-santos.blogspot.com/


    Um beijo,
    Mih

    ResponderExcluir
  7. Só uma coisa (alguém) nos faz sentir vivos.O maior, eterno e mais poderoso e glorioso de todos. Quando sentir, algum dia, Sua presença, saberá que está viva e o porquê de viver.

    ResponderExcluir
  8. As vezes é assim mesmo que nos sentimos, quando já estamos cansadas de tudo e de todos. Eu já me senti assim, estava praticamente vegetando, mas quando eu percebi que tinham pessoas cuidando de mim, foi a maoir prova de que eu precisava pra saber que ainda tinha que continuar a viver!! Nao se deixe abalar pelos desafios, eles sao necessarios.

    Bjao querida xD

    ResponderExcluir
  9. muiito bomo texto é vdd.. as vezes precisamos de algum impacto ou sacudida para nos sentirmos viva

    ResponderExcluir
  10. olá!! primeira vez que visito seu blog :]

    ótima associação texto - imagem.
    às vezes, precisamos, sim, de um choque, um susto, intensidade, ventania, desejo, sede; algo que (des)controle nosso estado de estagnação e nos traga de volta para a turbulência. sentir a correnteza levar e levar..

    belo texto :]

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi! Estou aqui passando para avisar, que devido a alguns problemas no meu antigo Blog, tive que excluir e fazer outro. Estou passando o link do novo, e se puderem, sigam.

    http://a-w-a-k-e-n.blogspot.com/
    Grande beijo!
    Conto com a presença de vocês lá, como sempre estiveram!

    ResponderExcluir
  12. Estou precisando de uma dosagem de tudo isso pra me dar conta que realmente estou viva.
    Imaginei o choque com o garfo molhado :~ rs
    um beijo, flor! :)

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não me sinto viva .. O que me falta ? Somente queimar o dedo, e tomar o choque. De resto, já senti de tudo. Até mesmo, a dor de um paixão .. :)
    1beijoflor:*

    ResponderExcluir
  14. Estou precisando é de muita adrenalina, mesmo. Estou mais morta do que uma rocha, talvez ela sinta mais a vida do que eu. Que revivamos então né?
    bjs :)

    ResponderExcluir
  15. É, eu ainda tenho tempo de revisar algumas coisas, mas não quero ficar me "forçando", sabe? Hoje, por exemplo, tirei o dia para não fazer nada, estava super cansada de passar finais de semana e feriados estudando :( E o título era pra lembrar do chamado mesmo, acho que é uma comparação muito válida o meu vestibular e o filme, hahahahah

    E quando ao seu texto, eu me identifiquei demais, mesmo. Às vezes eu perco essa sensação de vivacidade também, aí tudo que preciso é de um "choque de realidade". Talvez eu coloque o garfo molhado na tomada, pode ser uma boa ideia.

    Beeijos

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.