18 de outubro de 2010

O teste - 6º capítulo: Mundo externo.

A sala, que era grande e marrom, ficava no último andar de um prédio de trinta e cinco andares. Havia uma mesa enorme, com uma quantidade infinita de lugares, mas só três homens se encontravam ali sentados. Discutiam diversos assuntos, até que o mais focado tocou no principal, que os reunia naquele lugar.

- Quando vamos começar a edição?

- Calma, a gente não pode fazer isso de uma hora para a outra. O material está conosco desde ontem e não podemos fazer tudo tão rápido.

- Mas acontece que precisamos começar de agora. Foi para isso que nos reunimos aqui.

- Então o que você sugere?

- Eu divido o material em partes e distribuo entre nós. Cada qual lê a sua parte em três dias, no máximo, e a gente se reúne aqui novamente para discutir.

- É, concordo. É o melhor que podemos fazer.

- Tá bem. Eu quero a primeira parte então. Mas até lá, o que faremos com a cobaia?

- Deixe por minha conta que eu resolvo.

Após três dias exatos, eles se reuniram naquela sala. Tiraram suas conclusões a partir da leitura isolada e fizeram um debate do que colocar e não colocar no tal livro que eles iriam lançar dentro em pouco tempo.

“Entre quatro paredes amarelas” seria o título do livro. Ao fim de diversas opiniões, o que melhor que se encaixou foi esse. As histórias e acontecimentos narrados pela cobaia, entre aquelas paredes amarelas, era muito mais interessante do que eles imaginavam.

- Como ele está se sentindo?

- Os gritos e batidas na porta são incessantes. Nem comer ele quer.

- Você acha que deveríamos mandar outros caderno e caneta?

- Não, isso aqui já basta.

E caminharam em direção à porta. Não debateram quando iam soltar a cobaia ou se realmente iam soltá-lo. O que eles queriam, estavam conseguindo, depois de tantas tentativas.




Achei esse capítulo o mais fraco de todos. Mas forcei muito minha mente. O sétimo será o último da série. Espero que tenham gostado. E desculpem por essa demora

16 comentários:

  1. Não ficou ruim não... dá é uma certa curiosidade no final rsrs

    ResponderExcluir
  2. siimm
    gosteii
    :D
    muito suspenso no ar.
    :P
    bjins

    http://zonzobulando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Laura, o capítulo não está nada fraco. Você o escreveu muito bem.
    Espero o próximo com a mesma ansiedade e gosto de esperar pelos teus escritos, de sempre.

    Ps.:"Acho que eu ia morrer de angústia no lugar dele"

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acabo de ler alguns capítulos da ´serio e achei ótima, mto criativa, sua visão do que se passa na mente humana, ao estar isolada do mundo e o modo como se comporta dando grande valor as palavras e se refugiando em sua própria mente, foi muito engenhoso e criativo, adorei.! estou seguindo o blog.. sucesso! =D

    ResponderExcluir
  5. Eis nossos criminosos – a tríade do mal! Essa autora me parece tão simbolista! Três, deve ser simbólico, definitivamente. Eles levaram três dias (cada um) para ler uma das três partes da história. Há três coisas que se somam para o seqüestrado ter alento: caneta, papel e mesa. Ou, em vez dela, os simbolistas somos nós, sei lá. Mas somos mais de três! Tem uma multidão lendo essa história e querendo esganar três pessoas, primeiro por sequestrarem um homem por tantos anos! E agora, porque descobrem que foi somente para serem seus editores! Espero que muitos editores estejam lendo esse conto delicioso e saibam que já escrevi três livros inéditos! Meu endereço para sequestro é rua Ilíada, nº 3, Três Corações, MG.
    Todos roendo unhas para saber se no sétimo capítulo (sete é número de plenitude) nosso herói escapa!
    Laurinha, beijo carinhoso
    Lello
    P.S. – Agora que reparei que entrou um hacker indigesto e escreveu (como se fosse você, imagina uma coisa dessas!) que esse capítulo é o mais fraco... Se a gente pega esse cara, sequestra o sujeito e o coloca entre quatro paredes vermelhas, mais o chão e o teto! O capítulo está ótimo!

    ResponderExcluir
  6. No final da uma vontade de saber o que eles vão fazer xD
    Muito bom o conto, e parabéns pela narrativa que consegue ser bem instigante e prender a atenção.

    Você leu a série o Diário da princesa inteira? É uma das poucas séries da Meg que ainda não li, queria uma indicação confiavel de alguem que tenha lido. A série é realmente boa? ( Se bem que tudo o que a Meg escreve é bom né)
    hihiihi

    Amei o post Inercya. E boa sorte no seu curso tecnico de administração. No meu caso, me matriculei ha pouco na pós graduação em Jornalismo de Moda =)

    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Eu já te falei o que penso dos teus textos não é? E o disse pessoalmente, então, nao preciso nem falar que eu adorei. Apesar de ter sido o mais complexo pra mim.. a cobaia era quem escrevia pra eles? Não entendi muito bem, mas sabes que sou meio burrinha né?
    No mais, pare de se criticar. És absurdamente talentosa, ainda acho que deve reunir um livro com teus contos e publicá-lo.
    Já estou com saudades de ti chérrie.
    Beijinhos e continue com esse talento maravilhoso que tens <3

    ResponderExcluir
  8. Ohgod, editores do mal o.o
    O capítulo ficou bom. Só não descreveu o psicológico do personagem (que são as melhores partes, na minha opinião), mas ficou bom sim.

    Na espera do último capítulo :)

    ResponderExcluir
  9. O capítulo está bom sim ^^ , continua prendendo a atenção do leitor, como todos os outros. Caramba, o homem sofreu tudo isso para esses caras conseguirem publicar um livro, que safados! Mas espero que o homem consiga ter um bom fim :)
    Vou ficar esperando o último capítulo, Beijo :*

    ResponderExcluir
  10. Laura, eu demorei para ler este aqui, mas vi que foi besteira minha! Quero ler o próximo logo e saber como a "cobaia" vai sair, ou não, desse quarto terrível!

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pelo comentário lá no meu blog. O post está muito bom. Tens talento pra isso querida!

    Bjos no coração

    Nina

    ResponderExcluir
  12. Acompanho a série desde o início, e sempre gostei de todos os capítulos, e o de agora serviu para esclarecer algumas duvidas e mistério sobre a cobaia. Ficou muito bom!

    Já estou ansioso para o sétimo e último capítulo.

    Beijo Laura!

    ResponderExcluir
  13. Sei como é quando há um esforço tremendo e as coisas não saem como a gente esperava.
    Mas ficou muito bom, Laura.

    Estou ansiosa pelo último capítulo. Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Ah, esse capítulo foi o menor, mas não quer dizer que tenha sido ruim.
    Apenas me deixou mais curiosa D:

    -
    Siim *-*
    Reli vááárias vezes A Menina que Roubava Livros.
    É o meu estilo de leitura :)

    ResponderExcluir
  15. Imagina Laura, não ficou fraco. É bom até pra explicar o que os caras estavam querendo com a 'cobaia' ^^
    #Louca pra descobrir o final ;)

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.