28 de agosto de 2010

Meu vício frenético.


Estou me preparando para me acostumar com a tua ausência.

Sei que em dias frios eu não vou poder ter teu calor.

Sei também que em dias quentes eu não vou poder torná-los ainda mais quentes, com teu corpo sobre o meu.

Não desejo o fim, longe disso.

E sei que da sua parte é o que você menos quer agora.

Não consigo ficar satisfeita quando você vai embora, depois de dois dias seguidos que passei com você.

Se passo dois dias sem te ver, a saudade já aperta. Imagina o que em uma semana eu não passo.

É que minha saudade é mais que uma hipérbole.


Por vezes, desejava não ter te conhecido.

Por vezes, desejava não estar apaixonada.

E por vezes, desejava não desejar isso.

Desejo apenas você.

É você, meu vício frenético.

Que não deixa minha cabeça nem nos meus sonhos.


Teu olhar, teu sorriso, tua pele, teu semblante, teu cheiro, teu gosto, tua boca... Tudo isso me hipnotiza.

É nessas horas que eu sinto que você foi feito para mim, assim, com seus feitos e defeitos.


Exijo demais. Peço demais e espero demais. De você.

Mas não há nada que me impeça de te querer mais e mais.

É isso o que eu quero. Hoje e agora.


Porém, tenho que te deixar respirar um pouco, pois a meu ver, parece que eu estou te sufocando com tudo isso.

Tenho que tentar deixar de te ver, por pelo menos uma semana, para poder me acostumar.

Sei que não vai ser uma tentativa frustrada, mas vai ser difícil.

Vai ser difícil não ter teus beijos acalentadores, teu corpo pulsando de prazer...


Ah, odeio ser romântica.

Deixarei a minha hipérbole e te vejo semana que vem. Meu amor, meu vício.







- Sai de mim!

16 comentários:

  1. Ho,essa descrição do seu vício ficou tão linda *-*

    ResponderExcluir
  2. "Por vezes, desejava não ter te conhecido.
    Por vezes, desejava não estar apaixonada.
    E por vezes, desejava não desejar isso."

    Perfeitooo ^^
    Amei esse seu textinho, muito fofo e romântico (:
    ;*

    ResponderExcluir
  3. às vezes nem sempre mandamos no nosso coração. Mas Deus sabe o que é melhor para a gente (:
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Você pode até odiar, mas que sabe ser uma boa romântica, isso sabe!

    ResponderExcluir
  5. UAUUUUUUUUUUUUUUU meu deus, sem palavras para explica
    lindo seu texto nossa eu amei
    e claro vo te seguir :D
    obg por seguir o meu
    vc comento que gosto do meu cabelo
    tenho que informa, eu estraguei ele cortando :S
    UHAHSAUSUAHSUAHSUHASHAH
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. que lindo, estou gostando de acompanhar seu blog.
    grande beijo.

    ResponderExcluir
  7. Por vezes, desejava não ter te conhecido.
    Por vezes, desejava não estar apaixonada.
    E por vezes, desejava não desejar isso.

    Quantas vezes não desejei isso. Belo, sutil e encantador. Parabens!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Muito bonita a declaração...

    Não são todas as pessoas que admitem ter esse sentimento de posse sobre a pessoa amada. Mas você vai se sair bem, pois o amor cura tudo.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  9. Concordo com a Cris. Você pode até odiar, sim, mas sabe ser romântica como ninguém.

    "Exijo demais. Peço demais e espero demais. De você." ... Todos nós sempre esperamos demais de alguém, assim como esperam demais de nós. Às vezes, até, esperamos demais de nós mesmos. Imagine da pessoa que amamos?! Dela, sim, esperamos TUDO e um pouco mais.

    Ótimo texto! Como sempre!

    ResponderExcluir
  10. É, gente apaixonada é fogo. hihi
    gostei bastante... **

    ResponderExcluir
  11. Laura tá xonada, Laura tá xonada, Laura tá xonada! lalalala.
    SUIDHGIAHSGIUH. Ok, parei, rs. AWWM, muito fofo Laura! Você descreveu muito bem seu amor, seus sentimentos, suas duvidas! Adorei! Muito lindo!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  12. partilho de um vício semelhante ao teu. E rezo para que saia de mim, e rápido.
    Força flor.
    Estou contigo. Estes nossos vícios são uma titica não é? beijinhos!

    ResponderExcluir
  13. Laura gostei muito.

    Os desejos e sentimentos ficaram bem expressados e dispostos e as linhas vão levando a gente com uma leveza que não tem como explicar.

    Adorei o ritmo e tudo o mais. Perfeito.
    E eu gosto de ler coisas assim: Sinceras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. PERFEITO! Sim, falou demais comigo, é o que estou passando.

    mas as vezes é necessário ficarmos sozinhas.

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.