7 de junho de 2010

Máquina de escrever.


Eu queria ter uma maquina de escrever em minha mente, para poder escrever tudo o que eu penso, sem interrupções. Na verdade, queria que minha mente, meus pensamentos fossem uma pessoa real. Ela escreveria tudo o que eu penso. Seria tudo mais fácil. Os pensamentos fluiriam mais, junto com as ideias. Os textos seriam melhores construídos...
Às vezes eu penso em escrever, mas não tenho papel nem nada por perto para que eu possa transpassar meus pensamentos. Não dá para guardar e gravar tudo na mente. São tantas coisas que se passam em nosso pensamento em segundos, que esquecemos muito fácil.
Uma máquina de escrever seria a solução de vários pseudo-escritores como eu. Nós, pseudo-escritores, temos muito a falar, digo, escrever. Mas, às vezes, não temos tempo, muito menos um papel sequer.
Eu digo por mim, sou uma pseudo-escritora sedenta por escrita e também leitura. E por que não? Se eu escrevo, eu gosto de ler.
- Mente, constroí pra mim uma máquina de escrever?

2 comentários:

  1. era na tentativa de não deixar nada escapar da mente que James Joyce escrevia seus livros...
    e realmente, isso é um problema!

    ResponderExcluir
  2. queria que gravasse TUDO que penso. Só assim não me perdia e nem deixava de escrever algo que imagino que seria bom.
    Quero uma máquina de escrever de verdade HEHE
    Já cheguei perto de ter uma, mas não deu... =/

    Gostei mais de ter entrado aqui e ter visto um post novo. (como se fizessem séculos que vc não postasse aiuehaiouehiae)

    :*

    ResponderExcluir

Me incentive um pouco mais.